Medida visa contribuir para a mobilização de atores e a harmonização de conceitos e de metodologias de monitoramento e avaliação do lixo no mar

A Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente (SIMA) e o Instituto Selo Social assinaram no último dia 8, Dia Mundial dos Oceanos, um acordo de cooperação para implementar o Plano Estratégico de Monitoramento e Avaliação do Lixo no Mar do Estado de São Paulo (PEMALM), que tem como objetivo promover instrumentos e ações de monitoramento e avaliação do lixo no mar, contribuir com a estruturação da governança e da gestão dos resíduos, reduzir a poluição marinha e colaborar com os compromissos da Década das Nações Unidas da Ciência Oceânica para o Desenvolvimento Sustentável (2021-2030), com foco no ODS14. Os resultados da parceria também irão subsidiar a elaboração do plano geral de combate ao lixo no mar do Estado.

Anualmente, a ONU aproveita o Dia dos Oceanos para realizar uma série de atividades com este propósito, abordando uma pauta específica. Em 2022, o tema é Revitalização: Ação Coletiva pelo Oceano. O objetivo é destacar as diversas iniciativas coletivas pelo mundo que lutam pela conservação, restauração e, especialmente, a exploração científica dos oceanos — pois mais de 80% deste mundo aquático ainda é desconhecido.

O PEMALM é uma iniciativa da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente do Estado de São Paulo em conjunto com o Instituto Oceanográfico da USP, no âmbito da Cátedra da UNESCO para a Sustentabilidade do Oceano, em parceria com o Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (FUNBIO) e a Embaixada da Noruega. Essa experiência contribuirá com ações da SIMA para a Década da Ciência Oceânica para o Desenvolvimento Sustentável (2021-2030) e será levada à segunda Conferência Mundial dos Oceanos, que ocorrerá de 27/06 a 01/07/22 em Lisboa, Portugal.

O Instituto Selo Social é uma organização da sociedade civil, sem fins lucrativos, com mais de 10 anos de experiência em desenvolvimento de estratégias de mobilização, capacitação e reconhecimento de organizações que contribuam com o desenvolvimento social do Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.