A CETESB realizou um estudo para avaliar os níveis de 28 compostos orgânicos voláteis, na sua maioria associados às emissões veiculares, na estação Pinheiros, pertencente à rede de avaliação da qualidade do ar da CETESB.

O Relatório, recém-lançado, intitulado “Estudo dos Compostos Orgânicos Voláteis (COV) na atmosfera do município de São Paulo (Pinheiros) – SP” apresenta dados do monitoramento na atmosfera, em 2017 e, para comparação dos resultados, entre abril e outubro de 2020, para avaliar o impacto da diminuição do tráfego urbano em função da pandemia de COVID-19, relativamente a estes compostos.

Dentre os poluentes presentes na atmosfera, além dos regulamentados na legislação, como o material particulado, ozônio, dióxido de nitrogênio, dióxido de enxofre e monóxido de carbono, os compostos orgânicos voláteis (COVs) são importantes do ponto de vista ambiental e de saúde pública, sobretudo em áreas urbanas e industriais, desempenhando papel na formação do conjunto de oxidantes fotoquímicos, dos quais se destaca o ozônio.

O relatório apresenta, entre outras informações, uma análise dos resultados dos 28 compostos quantificados, bem como uma comparação com dados obtidos em outras localidades.

saopaulo.sp.gov.br – Cetesb divulga o relatório ” Estudo dos Compostos Orgânicos Voláteis (COV) na atmosfera do município de São Paulo (Pinheiros) – SP ” –  Veja a notícia completa aqui 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.